Veja 8 tipos de aparelhos ortodônticos que podem ser utilizados!

Há diversos tipos de aparelho ortodôntico no mercado atualmente. Cada modelo tem uma finalidade e as opções atendem todos os perfis de pacientes e bolsos. Graças a essa evolução, usar aparelho não é tão desagradável para quem não se sente à vontade por ter que utilizar o modelo metálico.

Por isso, é cada vez maior o número de pessoas que recorrem ao tratamento ortodôntico, inclusive, as mais velhas. Como os modelos mais modernos proporcionam visual agradável, a aceitação do tratamento por pacientes maduros, que já passaram dos 30 ou 40 anos, é crescente.

Quer conhecer 6 dos modelos de aparelhos dentários disponíveis, suas características e cuidados? Continue a leitura deste post!

Quais os tipos de aparelho ortodôntico?

Há modelos fixos e removíveis, com ou sem bráquetes, metálicos e transparentes — cada um com uma finalidade específica. Vamos a eles!

1. Aparelho fixo metálico

Trata-se do tipo mais comum de aparelho, caracterizado pela presença de fios, bandas e bráquetes. Além disso, esse modelo necessita do uso das borrachinhas — que podem ser transparentes ou coloridas — que tanto incomodam alguns pacientes.

A grande vantagem desse aparelho é que ele proporciona resultados bastante satisfatórios e é indicado para quase todos os tipos de desalinhamento dentário.

A desvantagem é que o paciente pode sofrer com feridas na boca e nas mucosas. Sua higienização também pede bastante cuidados, caso contrário, a pessoa pode desenvolver cárie e doenças nas gengivas.

Em relação ao custo, é relativamente mais baixo do que outros modelos, como o estético e autoligado. Apesar de não ser o mais popular entre os adultos, as crianças e adolescentes acabam gostando desse aparelho, pois podem mudar a cor das borrachinhas a cada consulta.

2. Aparelho fixo estético

Os aparelhos fixos estéticos se dividem entre os modelos de policarbonato, porcelana e safira e contam com bráquetes transparentes, o que torna o acessório quase imperceptível, principalmente em longas distâncias.

Ainda, são um dos mais conhecidos quando o assunto é aparelho ortodôntico, uma vez que, no aspecto estético, têm uma boa apresentação e já existem modelos mais discretos, que fazem o uso de bráquetes metálicos quase imperceptíveis. Tudo isso ajuda muito na hora de manter o tratamento e fazer com que o paciente tenha uma adesão plena.

A seguir conheça a diferença entre cada um deles!

Modelo de policarbonato
O aparelho de policarbonato é confeccionado com uma resina plástica, seus bráquetes são maiores do que dos outros modelos estéticos e, também, menos resistentes. As peças têm a cor branca e, como o fixo metálico, também precisa das borrachinhas, mas, nesse caso, elas podem ser brancas, para tornar o aparelho mais discreto.

Modelo de porcelana
O aparelho de porcelana apresenta uma cor branca e leitosa, seus bráquetes são menores do que o modelo de policarbonato e mais resistentes. Ainda, necessita do uso das borrachinhas e seu custo é mais alto do que o fixo de policarbonato.

Uma das principais vantagens dessa opção é que suas pecinhas não mudam de cor com o passar do tempo.

Modelo de safira
O aparelho de safira é o campeão entre os três no quesito discrição, mas, em contraponto, é o modelo com custo mais elevado, uma vez que suas peças são confeccionadas com porcelana monocristalina e, por isso, se parecem com vidro. Logo, elas se misturam facilmente à cor dos dentes do paciente, tornando seu uso quase imperceptível.

Apesar dos modelos estéticos serem mais caros do que o metálico, o custo-benefício vale a pena, pois além de serem mais discretos, esses aparelhos ainda facilitam a higiene bucal do paciente durante o tratamento ortodôntico. Ainda, entre os três, o de safira é o mais caro e o de policarbonato o de custo menos elevado.

3. Aparelho autoligado

O modelo autoligado também é confeccionado em metal, mas ele não necessita das borrachinhas coloridas. Isso porque o fio ortodôntico é preso diretamente no bráquete, o que torna seu uso mais confortável e discreto.

Outra vantagem desse aparelho é que seus bráquetes são pequenos se comparados ao modelo convencional. Além disso, ele é mais efetivo do que os outros, o que torna o tratamento bem mais rápido. O melhor de tudo é que há a versão de aparelho autoligado estético, de porcelana e safira!

4. Aparelho lingual

O aparelho lingual, também conhecido como aparelho invisível, é idêntico ao modelo fixo tradicional, confeccionado em material metálico, com fios e bráquetes, além de necessitar do uso de borrachinhas. A única diferença é que ele é colado na parte interna dos dentes, o que possibilita que o paciente faça todo o tratamento sem que ninguém perceba que ele usa aparelho.

Além disso, esse modelo corrige diversos problemas, entretanto, como sua higienização é mais complexa, é mais indicado para pessoas que praticam esportes de alto impacto, por exemplo, futebol e luta. Isso porque ele diminui os riscos de lesão no caso do atleta receber uma pancada.

5. Alinhadores transparentes

Os alinhadores transparentes, também conhecidos como “aparelhos invisíveis”, são um dos modelos mais modernos existentes atualmente, pois são confeccionados com a ajuda de softwares específicos, sob medida, de acordo com a arcada dentária do paciente.

Dessa forma, eles se encaixam com perfeição na boca e, por isso, seu uso é praticamente, imperceptível. Ainda, esse tipo de aparelho não exige que o paciente vá ao consultório com tanta frequência, uma vez que a troca dos alinhadores — que são responsáveis pela movimentação dos dentes — é feita em casa mesmo, de acordo com as orientações do dentista.

Além disso, os alinhadores transparentes são removíveis e devem ser retirados na hora das refeições e da higiene bucal.

O aparelho invisível é bastante confortável, o que faz com que o investimento valha a pena, mesmo que o modelo seja mais caro que os demais. É válido saber que ele é indicado para casos mais simples de desalinhamento dentário.

6. Expansor palatino

O expansor palatino é um tipo de aparelho pouco conhecido pela maioria das pessoas. Ele é utilizado para corrigir a mordida do paciente ou aumentar o tamanho do palato — céu da boca. Ainda, é mais indicado para crianças, mas pode ser usado também por adultos, com a ressalva de que talvez seja necessária uma intervenção cirúrgica.

7.Aparelho móvel

O modelo móvel, também conhecido como contenção ou contenção ortodôntica móvel, é uma estratégia muito utilizada quando o paciente está finalizando o tratamento ortodôntico. Depois de longos meses de tratamento com aparelho fixo, chega a hora de utilizar esse acessório para garantir os resultados alcançados.

Ainda, quase todas as terapias com uso de aparelhos fixos utilizam o modelo móvel, com o intuito de manter os resultados.

Muitas pessoas têm dúvidas quanto ao tempo de tratamento com o aparelho móvel. entenda que não existe uma regra básica e que cada caso é um caso. Normalmente, os profissionais pedem para que esse modelo seja utilizado, inicialmente, por 24 horas. Com o avançar do processo e aquisição de maior estabilidade no tratamento, o uso passa, gradualmente, a ser diminuído, fazendo com que fique com ele apenas no período noturno.

8.Aparelho extrabucal

O aparelho extrabucal é menos discreto do que a grande maioria dos outros modelos. A questão estética é um dos principais inviabilizadores do uso desse modelo, entretanto, seu uso é muito importante e pode evitar a necessidade de procedimentos cirúrgicos ou extrações de dentes.

A função do aparelho extrabucal é para a necessidade de aplicar uma força mais elevada sobre os ossos da face/cabeça. Além disso, podem existir dois objetivos básicos com essa terapia: estimular ou restringir o crescimento.

Ainda, são muito utilizados em pacientes que estão em fase de crescimento. Daí a facilidade em se moldar o crescimento ósseo, principalmente nas fases iniciais da infância, ou seja, dos 5 aos 10 anos de idade há muito o uso desse tipo de aparelho ortodôntico.

Um detalhe que merece importância é o fato de que a criança precisa utilizar o aparelho por um longo período de tempo durante o dia. Com isso, a conscientização e conversa familiar é fundamental para que o tratamento alcance o resultado esperado.

Como escolher o melhor tipo de aparelho ortodôntico?

Na realidade, nem sempre é o paciente quem decide qual aparelho vai usar durante o tratamento. Isso porque cada modelo é indicado para um caso específico e, por isso, a palavra final é sempre do dentista. Então, mesmo que você queira usar um modelo móvel, por ser mais confortável e discreto, só poderá fazê-lo de acordo com as recomendações do profissional.

Casos mais severos de desalinhamento dentário pedem o uso do aparelho fixo, pois por meio dele o dentista tem um controle maior das movimentações dos dentes do paciente.

Vale ressaltar, ainda, que todos os tipos de aparelho ortodôntico aqui citados oferecem excelentes resultados. Além disso, independentemente do modelo escolhido, os cuidados com a higiene bucal devem ser redobrados, pois os aparelhos fixos contribuem para a acúmulo de resíduos alimentares na boca.

Quais os cuidados após colocação aparelho ortodôntico?

Eis uma das dúvidas mais comuns entre a grande maioria das pessoas que pretende utilizar um aparelho ortodôntico, mas ainda ficam receosas sobre o que deve ser evitado.

A alimentação é algo fundamental para o bom funcionamento de todo organismo e pela geração de um conteúdo calórico satisfatório. A higienização bucal e os cuidados com a ingestão de alimentos mais rígidos, precisam ser redobrados. Afinal, saúde bucal e estética são fatores que toda pessoa pretende manter em sua vida.

Nessa análise, é preciso entender que alguns alimentos, por suas particularidades, devem ser evitados. Entretanto, o foco maior é compreender que o bem-estar e a saúde são os tópicos principais para o indivíduo. Conheça alguns alimentos que não são recomendados para quem faz uso de aparelho ortodôntico.

Ingestão de alimentos duros
Claramente, essa é uma classe que deve ser evitada ou, ao menos, consumida com muito cuidado. Afinal, os alimentos duros necessitam de um tempo maior para a mastigação e podem acabar gerando deformações na estrutura do aparelho ortodôntico.

Além disso, há o fato de que a pressão exercida pelos dentes pode gerar rupturas na fixação do aparelho. Por todos esses motivos, é compreensível entender que os alimentos duros não são opções muito interessantes para quem é usa aparelho.

Caso você esteja se perguntando “quais os tipos de alimentos que entram nessa classe?”, veja:

– castanhas e amêndoas — exemplos muito práticos de alimentos duros e que devem ser evitados;
– doces, como o pé-de-moleque — que também é bastante rígido e pode gerar problemas.

Maior atenção à higiene bucal
Ter hábitos de boa higiene bucal são fatores primordiais para uma saúde da qualidade e manutenção de uma estética impecável. Entretanto, com o uso de aparelhos ortodônticos, há a necessidade de uma maior atenção com a higiene bucal.

Um exemplo desse fato é que apenas a escovação com creme dental à base de flúor pode não ser suficiente. A higiene bucal precisa ser mais efetiva, com aumento do número de escovações ao longo do dia, por exemplo. O uso do fio dental é importantíssimo para realizar a retirada de partículas acumuladas entre a estrutura do aparelho e os dentes.

Quem nunca ouviu falar que um conhecido ou amigo, que usa aparelho, reclama muito sobre o acúmulo de restos de alimentos entre os dentes? Daí a importância em ter um cuidado mais focado e atento com a higiene bucal, a fim de evitar problemas futuros, como tártaro e a própria cárie.

Aplicação de resina nas aftas
Outro problema muito comum entre pessoas que fazem o uso de aparelho ortodôntico é quanto ao aparecimento de aftas. Trata-se de pequenas lesões, que aparecem no interior da boca ou na base das gengivas. Ainda, não é um processo contagioso e também não acomete os lábios do paciente.

As aftas são muito comuns e podem ser bastante inconvenientes, gerando dor e coceira na região bucal. Uma opção muito interessante e prática é aplicar resina nas aftas. Você sabe o que é isso?

As resinas nada mais são do que substâncias aplicadas sobre as gengivas para induzir o processo de ressecamento e cicatrização. Outra dica muito válida é evitar o consumo de substâncias ácidas durante o período em que o paciente estiver com afta.

Guardar corretamente o aparelho
Higiene não se restringe somente à lavagem da cavidade bucal. O aparelho ortodôntico é exposto aos mais diversos tipos de germes e bactérias do ambiente. Logo, quando o modelo é móvel, se não é armazenado corretamente, todos esses micróbios podem ser transportados para o interior da boca e gerar doenças.

Sendo assim, o armazenamento adequado é de fundamental importância. Ainda, muitos dentistas fornecem uma caixa plástica apropriada para a colocação do aparelho. Lembre-se sempre de higienizá-la e deixar seca e sem resíduos.

Ao longo do conteúdo, foi possível conhecer diversas características e detalhes sobre o uso de aparelho ortodôntico e que muitas pessoas não sabem.

Informações disponíveis aqui.

PUBLICAÇÕES RELACIONADAS


Harmonize a moldura de seu Sorriso !!
Harmonize a moldura de seu Sorriso !!

Harmonize a moldura de seu Sorriso !!

  HARMONIZAÇÃO FACIAL !! O segredo do rosto perfeito sem cirurgi...

CONTINUAR LENDO
Alinhadores Estéticos Ortodônticos

Alinhadores Estéticos Ortodônticos

Alinhadores estéticos ortodônticos Novus !! Você ainda não conhece esse ...

CONTINUAR LENDO
Alinhadores Estéticos Ortodônticos
Arthur Zanetti, realiza periodicamente conosco seu Check-up Preventivo Digital
Arthur Zanetti, realiza periodicamente conosco seu Check-up Preventivo Digital

Arthur Zanetti, realiza periodicamente conosco seu Check-up Preventivo Digital

Arthur Zanetti, nosso grande ginasta e medalhista olímpico realiza periodic...

CONTINUAR LENDO
O que fazer quando o dente de leite não cai? Entenda aqui

O que fazer quando o dente de leite não cai? Entenda aqui

O processo de troca de dente é importante para a saúde bucal das crianças, ...

CONTINUAR LENDO
O que fazer quando o dente de leite não cai? Entenda aqui
Conheça 3 opções de tratamento para dentes tortos e por qual motivo é necessário
Conheça 3 opções de tratamento para dentes tortos e por qual motivo é necessário

Conheça 3 opções de tratamento para dentes tortos e por qual motivo é necessário

Os dentes tortos são um dos problemas mais comuns entre os acometimentos de...

CONTINUAR LENDO
Posso trocar de aparelho ortodôntico no meio do tratamento? Entenda!

Posso trocar de aparelho ortodôntico no meio do tratamento? Entenda!

O tratamento ortodôntico é o melhor aliado de um sorriso bonito e harmônico...

CONTINUAR LENDO
Posso trocar de aparelho ortodôntico no meio do tratamento? Entenda!